domingo, fevereiro 27

A verdade é que:

Todos temos um passado; todos trazemos histórias na alma: umas mais pesadas, outras mais leves.
Não vale a pena queixar do que se tem, ou do que preferíamos não ter. As histórias existem, o passado passou para estares aqui, agora. Não te vale de nada quereres apagar o que aconteceu. Porque isso que aconteceu, foi o que te moldou, e te fez chegar onde chegaste, onde te encontras agora mesmo. Feliz ou não contigo mesmo. Se não estás, não culpes o passado, ele nada pode remediar; não te culpes a ti, a culpa nunca fica bem a ninguém. Não culpes nada; muda é o rumo que levas.
Agora, quando quem está ao nosso lado não consegue reconhecer tudo isto, então não há volta a dar. Quem não entender isto, está perdido. Completamente perdido. E quem se recusa a perceber aquilo que queremos transmitir, então nem vale a pena tentar dissuadi-lo. A teimosia e a falta de vontade de aprender, por si só, já são tramadas; juntas então..


*Bea

domingo, fevereiro 13

Assim que a fúria passa, ficamos com um enorme vazio dentro de nós, que cada vez mais aumenta pelas lágrimas que perdemos.
Por favor, volta.
Não me faças isto.
Por favor..

sábado, fevereiro 12

Será?

Será que é hoje que o Armazém fica famoso?
Três textos, "Omoplatas, confirmação da teoria", "#1" e "Pés", foram escolhidos a ver ser são ou não dignos de aparecer no Esquinas!
Façam figas :)

*Bea

terça-feira, fevereiro 8

Today I heard his voice. It made me shed a couple of tears.
As he was speaking, I was listening. Until I stopped listening and started wondering "What would it be like?" "What could had happened?" 
But then I remembered who I was, who I am. And I remembered who he is.
It doesn't take an Einstein to put the pieces together. How does someone like him even look at someone like me?

*Bea

domingo, fevereiro 6

It will keep you safe

Somehow, there comes a day in your life that you simply realize that good things can only mean something, if you allow yourself to accept the bad things. 
There's no option left nor any kind of pixie dust. 
In fact, the faster you learn that life is a complicated thing, the faster you realize that you're strong enough to take up whatever happens to you. The truth is, it doesn't really matter how broken your heart is, or how tired your body is, 'cause there's a thing called hope. If there's some hope, that will, eventually, keep you safe from despair.


*Bea

sábado, fevereiro 5

Hmm, seriously?

Com esta idade, com esta experiência, ainda fazes ataques de ciúmes?
Mas tu ainda achas que tens qualquer tipo de direito de mandar bitoques?
Que basta um"gosto" na p*rra de uma rede social para que a dita amizade se mantenha? Que basta um "oláá, tenho saudades tuas, temos de combinar qualquer coisa" - que nunca passa da fase do combinamento - para que esteja tudo cinco estrelas?
Adoro o facto de continuares a acreditar em tudo isso, adoro mesmo. Não sei se lhe chame inocência fingida, puro sarcasmo para depois gozar ou simples ignorância.
Quem me dera viver nesse teu mundo de fadas e princesas e castelos e cor-de-rosa no céu, onde as amizades continuam iguaizinhas, sem precisarem de contributos quer de uma parte, quer da outra.

De qualquer das formas, fica-te no teu mundo que eu cá fico no meu. Parece-me muito bem se assim acontecer. ADORAVA que isto acontecesse, pode ser? Obrigada

*Bea