domingo, outubro 31

Desafio

[10 coisas que gostaria de dizer a 10 pessoas diferentes]


1: Mãe, nenhuma palavra ou frase seria suficiente para dizer a alguém que representa o mundo para mim. Um mundo de dias, esses sim, perfeitos. «I carry your heart with me(I carry it in my heart)I am never without it» E. E. Cummings

2: Marta, os dias sem ti são imensamente mais vazios e é como se chovesse continuamente dentro de mim. A única coisa que atenua a dor da tua ausência é a certeza que tenho de te ter dito ao longo de todos estes anos, tudo aquilo que significavas para mim. Se soubesse que nunca mais ouviria a tua voz, não teria acrescentado nenhuma palavra. Tu já as sabias, dentro do teu coração.

3: Ana, obrigada por tentares tão arduamente compreender todos os recantos da minha alma. Contigo, todos os caminhos da minha vida são mais fáceis de percorrer.

4: Carmo, conheci um céu de estrelas contigo. O maior e mais brilhante de todos.

5: Joana Gabriel, o que te distingue verdadeiramente das pessoas, é que não é o quanto dizem ou sentem que nos amam, mas o quanto abdicam, sacrificam e dão de si mesmas, em nome desse amor.

6: Miguel Carvalho, tenho tanto orgulho em ti. Gostava que acreditasses mais na felicidade.

7: Pedro, lamento tanto que para ti uma promessa seja apenas e somente um conjunto perdido de palavras esquecidas.

8: David, a vida vai ensinar-te que o amor que os outros nos têm é frágil e que quando o damos por garantido, arriscamos-nos muito a perdê-lo para sempre.

9: Luís, porquê?

10: Joana Alves. 


*Bea

quinta-feira, outubro 28

da maldade

Há pessoas que não pedem mais da vida do que terem a habilidade de entristecer os outros. Ou destruir, pedaço a pedaço, a felicidade alheia, porque, no fundo, a luz que vem das vidas dos outros incomoda-as, na sua escuridão. Incomoda-as existirem pessoas longe, em alguma parte do mundo, que vivem felizes... Que têm dias felizes, repletos de luz. E, em casos mais comuns, incomoda-as existirem pessoas tão perto que vivem assim. 
Como se costuma dizer, "longe da vista, longe do coração"... Há cada vez menos pessoas que vislumbram um raio de luz na vida de outra pessoa e se sentem verdadeiramente felizes por aquele raio de luz na vida daquela pessoa. A maioria das pessoas podem, indiscutivelmente, não o tentar apagar, mas não se sentem verdadeiramente felizes por ele. Porque não brilhou na direcção daquelas pessoas. Porque está longe. Porque, possivelmente, outro como aquele não virá tão depressa. Porque fez alguém sorrir. Porque as faz lembrar que elas continuam na escuridão. 
E é assim que conseguimos ver a natureza de cada pessoa. As que vivem na escuridão por algum motivo e se sentem felizes por existirem pessoas que vivem fora dessa escuridão... E as pessoas que vivem na escuridão e julgam, no seu egocentrismo, que todo o restante mundo, todas as pessoas, deveriam igualmente viver na escuridão. Os esforços que fazem para que os outros não sejam felizes podem ser poucos ou muitos... Mas e os esforços que fazem para elas próprias sairem da escuridão? Nenhuns.


*Bea 

terça-feira, outubro 26

da distância


Iludimo-nos achando que a dor da distância, o que dói cá dentro quando estamos longe de alguém importante, facilmente desaparece com o passar dos dias. Achamos que a dor vai, pelo menos, diminuindo. Que dia após dia, a dor vai ficando mais e mais pequena, sentimos nós. 
Mas tudo não passa de uma ilusão. Uma ilusão que a nossa cabeça perigosamente faz, para nos habituarmos à ausência. E à dor. E à própria distância. Porque há sempre aqueles dias em que possivelmente percebemos que a dor não diminuiu. São os dias em que percebemos que a dor andou apenas adormecida dentro de nós e que repentinamente acordou, para nos provar que ainda ali está e que precisa de cuidados e tempo, para sarar. E, eventualmente, que precisa também que a distância diminua e acabe por desaparecer.


*Bea

domingo, outubro 24

da essência

A essência vê-se através de coisas tão simples como a forma como escrevem sobre a sua própria tristeza e a sua alegria, a forma como tratam os animais, a forma como reagem a um coração despedaçado, ou se levantam todos os dias para dias reais... Dias reais que, por serem reais, são quase sempre invariavelmente imperfeitos, com momentos, isso sim, perfeitos.
A essência das pessoas vê-se na maneira como sorriem quando reencontram alguém, como conversam, mas sobretudo como ouvem os outros. 
A essência das pessoas vê-se na sua vontade existente ou inexistente de serem felizes, apesar de todas as contrariedades. Na sua capacidade de reacção face a centenas de maus dias... Maus dias? Venham eles! Porque eu quero tanto mais da vida! (descubram a minha essência)


*Bea

da resistência

Vivemos a achar que o difícil é chegar a um destino. O que percebemos poucas vezes é que o difícil é mantermo-nos no caminho. Num caminho que nos leve a todos os sítios a que planeámos ir. Ou sítios que têm, achamos nós, de fazer parte do nosso caminho. Sítios que um dia fazem sentido e no dia seguinte deixam de fazer. Sítios comuns para muitas pessoas e incomuns para outras. Esquecemo-nos muitas vezes que, por vezes, nos desgastamos tanto nesses caminhos que andamos a viver sem pensar que vamos em direcção a um destino. Damos por nós só a sobreviver. E algo tão simples como caminharmos, respirarmos e vivermos, torna-se de repente complicado. Porque há dias em que não apetece caminhar, nem respirar, nem viver. 
Ainda assim conseguimos reparar numa estranha dicotomia. Embora de vez em quando nos custe caminhar, respirar, viver, quanto mais difícil é o nosso caminho, mais completos nos sentimos. Mais fortes ficamos... 
Porque há alguma verdade nisso de "What doesn't kill you makes you stronger". E consoante o caminho que escolhemos, podemos ver eventualmente mais sorrisos do que lágrimas. Mais dias de sol. Menos dias cinzentos.
Fez sentido?


*Bea

da solidão


Passamos os nossos dias rodeados de pessoas. A grande maioria dos nossos dias. 
Podemos estar rodeados por todas estas pessoas e ainda assim sentirmo-nos estranhamente sós. 
Podemos estar rodeados de pessoas menos próximas, com quem nos cruzamos nos nossos dias mas de quem não exigimos mais do que um sorriso hoje e uma palavra amanhã. 
Podemos estar rodeados de pessoas mais próximas, que realmente sabem o que dizer e quando dizer, como agir, como falar e como ouvir, sem termos de lhes explicar como... 
No fundo, podemos estar rodeados até pelas pessoas que nos fazem mais felizes, que, invariavelmente, há um momento ou outro do nosso dia em que nos sentimos tremendamente sós... E é como se uma barreira invisível nos separasse a nós dos outros. Porque tudo se resume a uma coisa tão simples como podermos compreender os outros, saber como se sentem, mas não podermos efectivamente viver por eles nem eles por nós. Podemos realmente sentir todas as partes em que um coração foi despedaçado, mas não podemos tê-lo como nosso. 
Assim é connosco também: podemos ter momentos perfeitos, em dias imperfeitos, pessoas que nos fazem muito felizes, mas ela está lá. Existe sempre. Faz parte da nossa condição de sermos um só: a solidão interior, que para uns é maior e para outros menor. 
E é um pouco como aquela música dos Queen:


"How would it be if you were standing in my shoes?"
No fundo, no fundo...
Nunca saberemos. Nem os outros nunca saberão.

*Bea

segunda-feira, outubro 18

Realidade (?)

"O presente consumido em sonhos inconsequentes torna-se ilusão."

Fernando Pessoa

*Bea

Melhor Amigo :/




















"Hoje vou-vos falar do meu melhor amigo
(...)
Sim, o meu melhor amigo
(...)
Aquele que jamais me fará chorar"

Lembraste? Pois bem.. Assim que fechei a porta depois da tua breve visita, só senti a minha cara húmida e rios salgados que escorriam dos meus olhos. Fizeste-me chorar.
Nunca mais digas "talvez não volte a brincar contigo" quando eu sei que basta que isto não aconteça para que o "nós" mude completamente. 
Brinca comigo, fala comigo, partilha comigo como tens feito até hoje!

Acredita que estou feliz por estares feliz, acredita que amo ver o sorriso que agora tens sempre plantado na tua fronha! Mas também acredita que não é a tua felicidade que me vai resolver os problemas.. É a tua compreensão e apoio.
Só te peço que de vez em quando te esforces por ouvir..
Agradecia que isto voltasse a ser o que era.

*Bea

sábado, outubro 16

Do you..

.. ever dream of me?

he's not your fairytale.

Deve ser por precisar de alguém que me abrace.
Deve ser por querer alguém que se preocupe e proteja.
Deve ser por querer saber que sou o Mundo de alguém.
Egoísta?
Não. Apenas a precisar de ti.
Dos teus braços à minha volta, do sussurro das tuas palavras, do amor no teu olhar.


Porquê tu?
Não sei. Não sei mesmo, mas ultimamente és só tu o que anda a ocupar a minha cabeça. Talvez por teres sido parte do meu passado, talvez por te ter amado e agora precisar de amar alguém, talvez pelo teu sorriso, talvez pela tua voz, quem sabe?


Acho que esta "fome" que alimenta a doença é simplesmente esperança aliada aos contos cor-de-rosa, em que o príncipe salva a princesa, e se tornam reis no seu reino (algures na Dinamarca) e vivem felizes para sempre.
Se posso continuar a acreditar? Não convinha.
Se quero? Bem, devo ser masoquista.

I know I just have to let it go!




Mas, 
Anda para o pé de mim.. Fazes-me falta. 


*Bea

sexta-feira, outubro 15

Questionário (mail)

No último mês fez compras? 
-Sim 

No último mês comeu um pacote de bolachas? 
-Oreos

No último mês comeu sushi? 
-Sim :)

No último mês fez biscoitos ou bolos? 
-Não

No último mês pintaste ou cortaste o cabelo? 
-Hoje mesmo :'D

No último mês roubaste? 
-Não

Saltavas de bungee- jump? 
-Imagino que sim

Melhor sentimento do mundo? 
-Realização dos Sonhos

Um lugar onde nunca estiveste e gostavas de ir? 
-Londres *.*

Quando foi a última vez que choraste? 
-Nem faz três dias

O que tens nos bolsos? 
-Um talão amarrotado, 5 cents e um botão

Gostas da tua letra? 
-Siiiim :]

Se fosses outra pessoa, serias tua amiga? 
-Imagino que sim

Desamarras os sapatos antes de tirá-los? 
-Nada disso


Acreditas que é uma pessoa forte? 
-Ultimamente não me tenho conseguido convencer disso

De quem sentes saudades? 
-Carmo, Ana, Marta, Luís,  Joana, Sara, Miguel C., Miguel L., Sofia, Alexandre

A última pessoa com quem falaste por mensagens significa alguma coisa para ti? 
-Significa o mundo

Há alguma coisa no teu corpo que te está a magoar/incomodar?
-Nadinha de nada

Está mais alguém na divisão, tirando tu? 
-Os meus chinelos e tu :D

Quem foi a última pessoa com quem conversaste ao telemóvel? 
-Ana

Como é que te sentes em relação ao teu cabelo agora? 
-Desiludida

O que é que estavas a fazer ao meio-dia do dia de hoje? 
-Inglês

Os teus amigos são todos virgens?
-Não

Achas triste quando uma pessoa morre por overdose de drogas? 
-Não acho triste, acho desapontante

Existe alguém que desejavas que ainda estivesse por perto? 
-Sim :/

Conheces alguém chamado David? 
-SIIIIIIM

Suponhamos que descobres que algo de mau aconteceu a alguém que tu não gostavas. O que fazes? 
-Por muito mal que me dê com alguém, há que se ser humano!

Qual é a melhor coisa que sabes cozinhar numa frigideira? 
-Ovo? Acho que nem isso :x

Quantos primos tens no total? 
-2 primos direitos, mais outros 2 afastados (mas muito próximos no <3)

Há cinco meses atrás, consegues lembrar-te de quem gostavas? 
-5 meses foi em Junho ou Maio? Respostas diferentes, mas para ambas: SIM

O que é que estás a ouvir neste momento? 
-Dear God - Avenged Sevenfold

O que é comeste ao pequeno-almoço? 
-Pãozinho com Fiambre e Leite com Chocolate

O que é que estavas a fazer à uma hora atrás? 
-TPC de Português

Beijaste mais de cinco pessoas desde que começou 2010? 
-Na bochecha? SIIIM :D

Alguma vez beijaste alguém que o nome começasse por um – C, E, I, K, F, J ou D ? 
-Quase 2 deles. Isso conta?

Onde é que gostarias de estar neste preciso momento? 
-Estou bem aqui, obrigada

És bom a esconder emoções? 
-Tem dias

Já alguma vez deste tudo de ti a alguém que depois te virou costas?
-É preciso fazer a lista?

Já beijaste alguém com aparelho?
-Não

Quem foi a última pessoa que te fez rir? 
-David

Costumas cantar no carro? 
-Yup

Quando foi a última vez que sorriste? 
-Ainda à bocado ao telefone

Alguma vez dormiste no sofá com alguém? 
-Depende do dormir

És facilmente assustado/a por filmes de terror? 
-Sou, mas adoro vê-los

Existe alguém que tu gostasses que caísse do planeta para o espaço? 
-Não. Como é o ditado? Mantém os amigos por perto, os inimigos ainda mais.. 

Estás a usar uma t-shirt de desporto? 
-Não

Quando vês filmes em casa, gostas das luzes apagadas ou acesas? 
-Apagadas

És baixo/a? 
-Não sou nenhuma anã, mas dificilmente passo por gigante

És basicamente uma pessoa feliz? 
-Digamos que o balanço é positivo

Estás cansado/a? 
-Bastante

Estás a mentir a ti próprio acerca de alguma coisa? 
-Espero bem que não

Verniz para as unhas amarelo. Sim ou não? 
-Sinhe!

Acordaste hoje de manhã a pensar em alguém em especial? 
-Define especial..

Estás ansioso/a por alguma coisa que vai acontecer? 
-Não vai acontecer nada.

Conheceste alguém novo este ano?
-Siiim

Existe alguma possibilidade de ser solteiro/a e feliz? 
-Se assim não o fosse estava na miséria.




*Bea