terça-feira, fevereiro 21

Machines


É engraçado pensar em como outrora até o nosso melhor amigo não passava de um desconhecido. Melhor amigo é como quem diz amigo, namorado, ex-namorado, ex-amigo, o que for.. E se não existisse aquele contacto inicial? E se eu não me tivesse chegado a essa pessoa e dito olá pela primeira vez? Quem sabe, mais tarde viesse ela falar comigo e viesse a fazer parte da minha vida? Ou então não, talvez sem esse primeiro contacto nervoso, inseguro, ou descontraído nunca teríamos quem temos connosco..

Estas reflexões querem-me fazer acreditar que nada acontece por acaso, que tudo tem o seu propósito e efeito; ninguém que faz, fez, há-de fazer parte da minha vida está presente por acaso. De todos tiro e deixo uma lição, de todos tiro e deixo uma memória. Lições e memórias estas necessárias no decurso do nosso caminho. Mais cedo ou mais tarde iremos dar uso ao que aprendemos, a quem temos.

Já o filme dizia:
"I'd imagine the whole world was one big machine. Machines never come with any extra parts, you know. They always come with the exact amount they need. So I figured if the entire world was one big machine, I couldn't be an extra part. I had to be here for some reason. And that means you have to be here for some reason too." - Hugo

sábado, fevereiro 11

Valentine's

I can FEEL valentines day creeping up on me like a 7 eyed monster in a trench coat that smells like old paint and sounds like the grudge. 

me + love = whoknowsatherapist?

segunda-feira, fevereiro 6

Bring it!

Já sou 1/6 bioquímica! :D
2º semestre, bring it!

Not my thing.


De entre as muitas coisas que considero insultuosas, julgar o próximo e brincar com a comida estão empatadas em primeiro.
Quando alguém ao meu lado, mas mesmo right next to me, vira-se e começa a falar mal da comida que tem à sua frente, de mão beijada, à espera para o alimentar, acreditem, eu tenho de me conter.

A quantidade de pessoas que queria um pouco que fosse daquilo que estás a reclamar!
"Mas a comida sabe mal.."
"Ai nem penses que te dou! Se queres faz um para ti!"
"Ai nem sei como consegues comer isso"
"HAHAHAH, food fight!"
"Oh, isso é do almoço de ontem? Deita fora!"
Dafuq?
Isto deve ser das coisas que mais me tira do sério.

1) Sabe mal? Agradece por saberes o que sabe bem. Agradece por teres o que te alimente. Há quem não tenha e deseje uma pequena porção do que tens.

2) Não partilhas? Há um conto, e de certeza também muitas histórias verídicas semelhantes, no qual existe um rapaz que está a comer uma sandes. Esse rapaz vai de encontro com uma rapariga muito franzina, cheia de fome e frio. O rapaz, que entretanto tinha parado de comer, oferece o resto da sua sandes para a rapariga. A primeira coisa que a rapariga faz? Parte a sandes ao meio e oferece-a ao rapaz que lha tinha dado. Think about it next time you won't share your food.

3) Luta de comida? Desperdiçar comida do dia anterior? Que valores é que tens? Que raio de pessoa és? Não é possível alguém ser cego ao ponto de não ver o pecado (não só no sentido religioso) que é deitar fora comida perfeitamente boa, saudável e em bom estado! Eu só penso em toda a gente que precisa dessa comida que está a ser desperdiçada e marco a pessoa que comete estas barbaridade on my little black book.

Isto não é  nenhum ataque pessoal, isto vem como resposta a uma infeliz situação que presenciei algures e como não queria rebentar à frente de toda a gente, venho rebentar para o meu cantinho.

Tenham uma boa noite de sono