segunda-feira, maio 3

Inutilidade



Muito tem acontecido e pouco tenho feito. Não por falta de atenção nem por ser difícil. É difícil, mas eu não desisto. Não tenho feito muito porque simplesmente não consigo. São coisas que ocorrem fora da minha esfera. Eu bem tento ajudar, eu bem tento dar uma mão, eu bem tento aconselhar e ouvir e estar lá pelas pessoas em causa, mas pelo telefone é difícil dar um abraço e o nosso ombro amigo. Apenas conseguimos ouvir e dizer umas palavrinhas de apoio. Nada mais.


É este o sentimento que me consome: saber o que se passa e não poder fazer nada. A minha melhor amiga está em sofrimento, e não é daquelas coisas "dramáticas" e "escandalosas" crises da adolescência. São mesmo problemas. E eu sei que eu não resolveria os problemas por ela, mas ter-me a mim ao lado facilitaria  em muito a vida dela, só por ter ao lado alguém que acredita nela e que a apoia no matter what.


Espero que tudo se resolva o mais depressa possível, senão eu própria vou a Cascais e trago-a para aqui, para ao pé de mim.


Adoro-te e tu sabes  e eu sei que não chega.


*Bea

1 comentário:

  1. oh que querida
    sabes que mesmo que seja por telefone vale muito mais que palavras de pessoas que estao mesmo a meu lado porque a ti eu sei que que posso confiar ate a minha vida e se fosse preciso confiava sem peso nenhum na consciencia ou preocupações porque tu és realmente amiga e nem os não sei quantos km nos afastam um milimetro que seja continuas a estar a meu lado mesmo que não seja fisicamente. sempre no meu pensamento está a minha mana :)
    obrigada por seres assim nnca mudes porque mesmo que os outros nao gostem ou critiquem eu vou estar sempre a teu lado
    bjs adoro te mto mto mana obrigada

    ResponderEliminar