domingo, abril 3

1

Tu pediste,
Eu concordei.
Agora deu nisto;
Falhei.


Não tens culpa,
Acabaste por sofrer.
Eu já nada te consigo dizer.


Só peço que perdoes,
Mas também isso é um esforço maior a ser feito por alguém como eu.


Não foi por te querer mal,
Não foi para magoar;
Foi fruto da confusão,
Foi resultado da ilusão.


Devia ter contido,
Devia ter calado.
Algo foi mais forte
E aqui estamos 
Numa situação que não aconselho a ninguém.

Está bastante nojento, mas enfim, na altura nem pensava como deve ser. Estava perdida! Ia perder o meu melhor amigo por uma asneira que fiz. Fiz porcaria, fui inconsequente e irresponsável. Não pensei no que as minhas atitudes poderiam vir causar.
Bem, mas escrevi isto faz hoje 1 mês e oito dias.
Nessa altura não imaginava o que viria a acontecer oito dias depois.
E mesmo nesse oitavo dia, também nem sonhava em estar onde hoje estou. Ou como estou.

Obrigada por este mês :)
Fazes-me bem.

*Bea

Sem comentários:

Enviar um comentário