sábado, maio 28

E depois?

- As riquezas pintam o homem.


- O quê?


- Pintam sim. E com as suas cores cobrem e escondem, não apenas os defeitos do corpo, mas também os da alma.


- Repete lá?


- Se tirares essa máscara de superior aos outros, vais perceber que a única diferença entre ti e qualquer outro é a quantidade de moedas que trazes no bolso. Não há nenhum palco no mundo; estamos todos no chão. Estamos todos ao mesmo nível. A diferença é que há quem esteja de olhos bem abertos. E depois há os que vivam isolados no seu próprio mundo, com teorias da perseguição e da conspiração. Esses que se consideram o centro do mundo, deles e dos outros, e esquecem-se que cada um de nós tem uma vida própria para viver.


- E depois?


- Lembra-te do que te disse. Eventualmente hás-de esquecer quem eu sou, quem eu fui para ti, mas lembra-te destas palavras. Porque há-de chegar o dia em que tu vais ficar cansado de ter os olhos fechados e vais acordar para este Mundo, e torná-lo num Mundo de Igualdade. 




A igualdade apenas se atingirá quando todos abrirmos os olhos e aceitarmos que somos iguais, cada um com o seu propósito e convicções, crenças e experiências, cada um diferente do outro, mas todos caminhando para o mesmo sítio e partilhando o mesmo chão.


*Bea

2 comentários:

  1. nem mais filhota :)

    ResponderEliminar
  2. SEM PALAVRAS. Esta de facto... espectacular. :D tudo o que esta escrito e completamente real... e o pior e que ninguem se apercebe, vive tudo de olhos vendados.
    Beatriz ribeiro!

    ResponderEliminar