domingo, julho 3

Porque às vezes não basta saber


Porque por vezes é necessário que alguém nos reafirme aquilo que já sabemos.
E eu vou reafirmar aquilo que já sabes Ósa. És a melhor, e sublinho, a melhor  avó do Mundo. Desde pequena que nunca me desiludiste, nunca me deixaste sem resposta ou desamparada. Desde essa altura que sempre estiveste lá para e por mim. E eu nem sempre te soube dar o devido valor: peço desculpa e agradeço.
Saíste de tua casa, do teu aconchego, daquilo que te era confortável e familiar e vieste para um país onde não conhecias nada nem ninguém. Motivada pela missão de ajudar a Mãe e o Pai por cá ficaste, ano após ano. 
Essa motivação de mãe deu-te forças para não voltar atrás e cuidar de mim; fazer desta bebé na foto uma criança com capacidade de se movimentar independentemente, de se expressar conforme as suas vontades e de pensar à sua maneira, não se prendendo pelas ideias dos outros. Tu Ósa fizeste grande parte de quem eu hoje sou. Muito Obrigada por me teres orientado tão bem, por me teres criado tão carinhosamente e por me teres ensinado valores que hoje tanta falta fazem a quem não os põe em prática.

És a melhor, Amo-te do fundo do coração. 
Obrigada e desculpa.

*Bea

Sem comentários:

Enviar um comentário